Arquivo diário: 13 de julho de 2012

Missa de sétimo dia de dom Eugenio Sales será no sábado

Uma pomba branca ficou, por um tempo, ao lado do corpo de d. Eugenio durante o velório

Agência O Globo

RIO – Será neste sábado, às 9h, na Catedral de São Sebastião, a missa de sétimo dia de morte do cardeal dom Eugenio Sales, arcebispo emérito do Rio. A missa será concelebrada pelos bispos, sacerdotes do clero e de outras dioceses.

Nesta quinta-feira, a Arquidiocese do Rio divulgou o testamento deixado por dom Eugenio. No documento, ele escreve que espera ser acolhido no céu, onde procurará retribuir tudo o que recebeu. Leia a íntegra do testamento:

“Dirijo-me em primeiro lugar a Deus, a quem me entrego inteira e absolutamente. Consagrei-me à Igreja e renovo essa doação integral. Nunca me arrependi de tê-la feito. Tudo que escrevi, disse e ensinei fica submetido ao Magistério Eclesiástico. Deverá ser corrigido, em caso de discrepância da minha parte. Reafirmo minha Fé Católica. Creio em tudo que a Igreja ensina e como ela o ensina. Proclamo a plena aceitação do Ministério da Trindade, da Encarnação, Redenção e demais, que são parte do conteúdo de nossa Doutrina. Quero morrer sempre fiel ao Papa, Sucessor de Pedro. Não levo mágoas. Peço perdão a quem ofendi. Procurarei reparar sofrimentos com minhas orações. Aceito plenamente a vontade de Deus. Manifesto profunda gratidão à minha família, às arquidioceses de Natal, Salvador e Rio de Janeiro. Aos benfeitores que me ajudaram a procurar ser sempre um bom padre e bispo. No céu, onde espero ser acolhido por meu Pai, o Senhor Jesus e Maria, procurarei retribuir tudo o que recebi”.

Dom Eugenio, que morreu na noite de segunda-feira, foi enterrado em uma cripta na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, no Centro da cidade, na quarta-feira. Antes de ser levado para o local, o caixão seguiu em uma rápida procissão no entorno do santuário. O velório começou na tarde desta terça-feira, com missas de duas em duas horas, e seguiu por toda a madrugada e manhã da quarta-feira.

A última missa de corpo presente, celebrada pelo arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, contou com a presença de representantes das religiões ortodoxa, anglicana, judia, muçulmana, luterana e do candomblé. Todos ficaram sentados na primeira fileira, ao lado do altar onde estava o corpo do cardeal. O babalaô Ivanir dos Santos destacou que o convite da Arquidiocese do Rio para estar presente na cerimônia do enterro representa um novo tempo de respeito entre as religiões.

Lançamento da Oração Oficial da JMJ Rio2013 iniciará a contagem regressiva de um ano para o evento

Segundo informou o site da próxima Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho de 2013 no Rio de Janeiro, os jovens católicos da cidade maravilhosa já estão se preparando para  hoje dia 13 de julho quando será lançada a oração oficial da Jornada. Será uma noite animada, com show, missa, procissão, vigília e o lançamento da oração oficial da Jornada.

“A oração é o fruto da experiência de amizade do homem com o Filho de Deus, que por meio do Espírito Santo nos impulsiona a pedir ao Pai pela Jornada Mundial da Juventude. Pedimos que todos continuem a oferecer diariamente, seus sacrifícios por amor a Deus pela Jornada. A oração oficial tem a intenção de ser mais um caminho de encontro com Aquele que nos anima e nos sustenta”, explicou um dos diretores do Setor de Preparação Pastoral do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013, padre Arnaldo Rodrigues em declarações ao site oficial do evento http://www.rio2013.com.

“Preparemos os nossos corações, para levarmos Jesus a todos que ainda não o conhecem e não o amam. E que a Jornada Mundial da Juventude, e toda sua preparação, seja o momento da Graça e conversão para a vida de cada um”, exortou padre Arnaldo.

A Vigília dos Jovens Adoradores, em preparação para a Jornada, que vem sendo realizada todos os meses na Igreja de Sant’Ana, Santuário Nacional de Adoração Perpétua, vai ser precedida de um show com a banda Dominus, às 20h, no Largo da Carioca. Depois do show, está prevista uma missa presidida pelo presidente do COL e arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani JoãoTempesta.

No final do mês de julho está previsto, entre outras atividades, um grande encontro no Maracanãzinho, em celebração pela proximidade da JMJ Rio2013. Também em julho terão início as tão esperadas inscrições para a Jornada.

Após a missa, os participantes partem em procissão, carregando 365 velas, que representam os dias de espera para o evento de julho de 2013. O ponto de chegada é a Igreja de Sant’Ana, onde haverá a 9ª edição da Vigília, com o lema “Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente” (Jo 10,10). Como de costume, os lemas fazem memória à história das Jornadas Mundiais. Esse de julho refere-se ao encontro do papa com os jovens em1993, ocorrido em Denver, nos Estados Unidos.