Reflexão do Evangelho do 26º Domingo do Tempo Comum

Moisés tem uma moção de Deus e exclama: “Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta, e que o Senhor lhe concedesse o seu espírito!”. Como podemos sentir o coração deste grande homem de Deus? O que será que passava pela sua mente e em seu coração? De desejar um mundo onde todos os homens estivessem em comunhão com Deus e pudessem falar com Ele na intimidade e proclamar em Seu nome na força de seu Espírito? Somente um homem cheio do Espírito poderia ter esse desejo. Temos que ver que naquele tempo o povo não tinha o Espírito Santo e este agia nos profetas como uma força de Deus, mas também não habitava no profeta como num templo como hoje acontece em nós. 

Assim vemos que a aspiração de Moisés vai acontecer 13 séculos depois em Jesus e com a vinda do Espírito Santo. Para um homem, como Moisés, que sente a graça e a revelação de Deus para dirigir o povo, medita em seu coração às maravilhas do Reino implantado no meio do Povo. Certamente sonha, regozija e se deleita no amor de Deus na esperança de que isso aconteça é o desejo do santo.

Mas tudo isso aconteceu. Jesus redimiu a humanidade, enviou seu Espírito, fez presença no coração do homem, elevou a humanidade a um grau que não lhe compete, somente pela graça e por um amor incondicional. Deixou tudo da forma que inspirou Moisés e talvez mais ainda que Moisés não pensasse. Afinal Deus sempre surpreende seus filhos. Mas mesmo com tudo isso os homens não se dão conta do que tem em mãos e se deterioram nos prazeres e na busca dos bens de forma desordenada numa ganância tão violenta que matam o próximo e nesta luta selvagem fazem do mundo algo insignificante e dentro de sua mediocridade anulam o plano de Deus e massacram a pessoa do Espírito Santo do qual são templo.

Temos que perceber que “os ricos” que Tiago menciona têm duas vertentes. Os ricos financeiramente que tem o compromisso com Deus de ser formador de opinião na sociedade e direcionar a economia da sociedade zelando pelo bem comum e isto é uma vocação e uma missão daqueles que são chamados para tal função no plano de Deus e de outro lado aqueles que são ricos dentro de seu coração onde Deus não ocupa espaço e busca viver na soberba, orgulho procurando ser seu próprio deus em todas as suas atitudes, vive uma vida de mesquinharia fazendo do outro algo que possa sugar e descartar quando lhe interessa, é este mundo relativista, hedonista, capitalista que geram filhos deformados e destinados a perdição.

Por isso que Jesus diz no evangelho que quem soma comigo mesmo que não me conheça, mas dirige sua vida na busca do bem e procura sempre agir com reta intenção em fazer o bem e evitar o mal, este é do meu povo. Portanto podemos encontrar no mundo pessoas que nem conhece a revelação do Pai, mas pela vida natural conseguiram perceber que o bem é a única razão de viver e se desdobram a testemunhar em suas vidas que vale a pena viver este amor. Estes encontraram a salvação, a verdade e a essência da própria vida. A seu modo encontraram Deus. Portanto vale qualquer esforço para viver esta verdade, vale todo esforço para ser bom e viver no amor, vale todo esforço para aceitar as pessoas como elas são vale arrancar os olhos, as pernas, a própria vida de egoísmo, orgulho, soberba, mazelas, mesquinharia, poder, posição social… Para viver intensamente a vida proposta por Deus. Ainda mais nós que, pela graça, conhecemos a verdade e temos a consciência da presença do Espírito Santo em nós, a decisão é radical, tem que ser radical. Ninguém pode servir a dois senhores. Não tem como “dar um jeitinho” para fazer uma média com os dois senhores, “Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa, além disto, vem do Maligno”. (Mt 5, 37).

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo”. (Mt 6, 33).

Anúncios

Publicado em 30 de setembro de 2012, em REFLEXÕES e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s