Reflexão da Festa de Cristo Rei

REINOS INCOMPATÍVEIS

A pregação do reino de Deus é o eixo central da mensagem da encarnação. A morte de Jesus tem tudo que ver com sua vida, com sua crítica aos valores do reino do mal, presentes no processo político e econômico de sua época, mas também no social e religioso. Sua atenção com os sofredores e sua denúncia das estruturas construídas pelo poder de opressão levam-no à cruz.
O diálogo de Jesus com Pilatos é dos mais ricos da história da humanidade. Frente a frente, dois impérios: um que usava o poder da opressão e matava ao menor movimento de desobediência; o outro, com o poder do lava-pés. São dois reinos, não na velha acepção de um reino para esta vida e outro para depois da morte. Não. Os dois convivem aqui e agora. No reino dos césares, a ganância, a falsidade, a opressão, a prepotência, o lucrar a qualquer preço e acima de tudo. No reino de Cristo, a prática de Jesus, o poder a serviço do fraco, do abandonado, a busca da verdade, a humilde dedicação ao outro.
Não podemos entender a nossa vida de sofrimentos como o banco de espera para a outra vida. Seria cruzar os braços diante das injustiças que campeiam ao nosso lado, seria fugir, impotentes ante os poderes do reino do mal.
Construir o reino com novos valores é tarefa e responsabilidade que todos recebemos no batismo. É a vocação dos cristãos leigos e leigas. O Vaticano II nos ensina: “Aos leigos compete, por vocação própria, buscar o reino de Deus, ocupando-se das coisas temporais e ordenando-as segundo Deus” (LG 31). Ordenar as coisas segundo Deus significa não só viver segundo os valores do reino, mas buscar sempre que o mundo aprenda com o nosso exemplo. Mais diretamente, o papa Paulo VI afirma que o espaço evangelizador próprio dos cristãos leigos e leigas “é o mundo vasto e complexo da política, da realidade social e da economia, como também da cultura […], o amor, a família, a educação das crianças e adolescentes, o trabalho profissional e o sofrimento” (EN 70).
Fazer o tecido humano da sociedade responder aos valores do reino, eis a tarefa dos cristãos leigos e leigas.

Carlos Signorelli

 

 

Anúncios

Publicado em 25 de novembro de 2012, em CRISTO REI, REFLEXÕES e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s