Arquivo diário: 21 de março de 2013

Quinta estação: SIMÃO, O CIRENEU, AJUDA JESUS A CARREGAR A CRUZ.

pascoa_via.sacra005Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!

Porque pela vossa santa cruz, remistes o mundo!

 “Enquanto levavam Jesus para ser crucificado, pegaram certo Simão, da cidade de Cirene, que voltava do campo, e o forçaram a carregar a cruz atrás de Jesus. Uma grande multidão do povo seguia” (Lc 23,26).

Há momentos na vida em que a cruz se torna pesada, quase insuportável, mas, ao longo do caminho, Deus sempre coloca “Cirineus” para nos ajudar. Nossa juventude também faz a experiência amarga do peso da cruz ao longo da caminhada, sequelas da pobreza, educação de baixa qualidade, que os deixa abaixo dos níveis de competitividade do mercado; outros sequer tem oportunidade de estudar ou trabalhar; outros abandonam seus países por não encontrar futuro neles. Além disso, cresce o número de suicídios entre jovens.

ilustracao_jovem_dinheiro_221012091039Jesus nos ensina a mar o próximo como Ele nos amou (cf. Jo 15,12). Amar implica comprometer-se com o outro, ajudar o outro a levar a cruz. Para amar e comprometer-se, não precisa muito. A presença e o sorriso podem tornar o fardo do outro mais leve.

 Ó Deus, que a insensibilidade ou a indiferença jamais tome conta do nosso coração; que tenhamos em relação ao outro e de modo especial na vida da nossa juventude a mesma atitude que Simão de Cirene teve em relação ao vosso Filho a caminho do calvário. Isto vos pedimos, em nome de Jesus, Nosso Senhor.

Amém.

Ó Maria, Rainha de amor, despertai o nosso coração para a solidariedade e a compaixão; ensinai-nos a ir em direção do outro na atitude do serviço como Vós mesma fostes ao encontro de Isabel.

Resumo da Missa que marcou o início do pontificado do Papa Francisco

Papa recebe o anel de pescador das mãos do Cardeal Angelo Sodano.

Papa recebe o anel de pescador das mãos do Cardeal Angelo Sodano.

A Missa que deu início ao pontificado do Papa Francisco teve tudo: Liturgia eficiente e dentro dos padrões, cantos gregorianos, entrega do pálio, do anel, promessa de obediência dos senhores cardeais e sobretudo muita festa para o Sumo Pontífice.

A solene missa de início do pontificado de Francisco começou no interior da Basílica de São Pedro, onde o novo Pontífice entrou para orar perante o túmulo de Pedro. Francisco desceu à cripta da Basílica de São Pedro para rezar junto com os patriarcas e os arcebispos maiores das igrejas católicas orientais presentes à missa. O novo Pontífice se ajoelhou perante o túmulo e orou por alguns minutos antes de incensar o local.

Dois diáconos levaram ao túmulo de São Pedro o pálio e o anel do Pescador, símbolos do poder pontifício, levados à praça. Enquanto isso, os cardeais esperaram ao redor do Altar da Confissão, no centro da Basílica de São Pedro, sob o qual se encontra o túmulo do primeiro Papa.

Após a oração, o Papa, os patriarcas e arcebispos maiores das igrejas orientais e os cardeais sairam em procissão até o altar da Praça de São Pedro, onde teve então início a missa celebrada pelo Papa Francisco.

Durante a missa, ele recebeu o pálio e o anel do Pescador, símbolos do Pontificado. O pálio, entregue pelo cardeal-protodiácono, Jean-Louis Tauran, é uma estola decorada com as cruzes do martírio, confeccionada com lã de cordeiro que simboliza o pastor que cuida das suas ovelhas. Ele mede 2,60 metros de comprimento e 11 centímetros de largura. O anel do Pescador, em prata dourada, leva uma imagem de Pedro com as chaves e jogando as redes para pescar. Francisco o usará até sua morte ou renúncia, quando o camerlengo irá retirá-lo antes de amassar ou anular a fim de que ninguém possa usá-lo e também para simbolizar o final do pontificado.

Depois aconteceu o rito da obediência. Seis cardeais – dois da ordem dos bispos, dois da dos presbíteros e dois da dos diáconos – em nome dos 207 que formam o Colégio Cardinalício demonstraram obediência ao novo Papa.

Pelo menos 132 países enviaram delegações. A presidente (desculpem-me mas o bom português que aprendi na escola me impede de chamá-la de presidentA) Dilma Rousseff participou da missa acompanhada por uma comitiva de ministros e assessores. Estavam presentes também 32 líderes de diversas outras religiões, segundo o Vaticano.

Papa Francisco celebrará a Missa da Ceia do Senhor em Instituto Penal para Menores

Dominus Vobiscum

277-0-20513_carcere minori

Mais uma atitude do Papa Francisco que vai dar o que falar (e que falem mesmo)! O Vaticano anunciou esta manhã que o Papa Francisco celebrará a Missa da Ceia do Senhor (Quinta-feira Santa) no Instituto Penal para Menores de Casal del Marmo, em Roma. A notícia veio do site da Rádio Vaticano.

Como o próprio nome diz, a entidade abriga menores infratores e esta receberá a visita do Santo Padre justo em um dia onde o evangelho fala do amor que devemos ter uns pelos outros, e pelo célebre gesto do Lava-pés.

E para quem pensa que isso é uma novidade na vida do Sumo Pontífice, é preciso saber que enquanto cardeal, todos os anos ele escolhia uma prisão, um abrigo de pobres ou casa penal para esta celebração.

As demais celebrações da Semana Santa serão realizadas conforme o previsto e anunciado pelo Setor de Celebrações Litúrgicas. De…

Ver o post original 194 mais palavras