Beata Elena Guerra, intercessora da Renovação Carismática Católica do Brasil, também poderia ser canonizada em 2014

foto: Renovação Carismática Católica (RCC) Brasilreliquia

Fonte: aci digital – Em um anúncio feito pouco depois da possível canonização do Beato José de Anchieta em 2014, o portal A12, do Santuário Nacional de Aparecida, afirma que  o vice-postulador do processo de canonização da beata Elena Guerra, padre Eduardo Braga e Silva, viajou a Roma esta semana para entregar os documentos que permitirão a abertura da segunda fase de investigação do milagre atribuído à Apóstola do Espirito Santo que poderia elevá-la aos altares como santa ainda em 2014, ano do centenário de sua morte.

Segundo o portal A12, após coleta dos documentos na diocese de Uberlândia, em Minas Gerais, concluída em novembro, terá início a ‘fase romana’ junto à Congregação para a Causa dos Santos. Nesta fase, um grupo de teólogos, médicos e outros consultores analisam os documentos e, se houver reconhecimento do milagre, encaminham aos cardeais e depois ao Papa, que poderá decretar o culto público eclesiástico a Elena Guerra.

O processo de canonização teve início em março na diocese de Uberlândia, porque é onde teria ocorrido o milagre atribuído à beata. Em 2010, um homem que havia sido diagnosticado com morte cerebral saiu desse quadro sem explicação médica.

Padre Eduardo, em entrevista ao site Elo da Fé, falou sobre a expectativa de que Papa Francisco decrete a santificação. “Nesse momento de renovação que vivemos com Papa Francisco, temos sentido a presença muito forte do Espírito Santo. Essa canonização será uma graça muito grande para o mundo. Agradecemos e pedimos que o Espírito Santo continue abençoando a Igreja e seus pastores e o povo de Deus, para que este novo Pentecostes aconteça aqui!”, refletiu.

Em maio de 2012, um relicário dourado passou a fazer parte do Escritório Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil. Ali exposto está um pequeno osso da Beata Elena Guerra, apóstola do Espírito Santo.

Há aproximadamente trës anos, a RCC do Brasil vem trabalhando na divulgação da devoção à Beata Elena Guerra. Para o diretor executivo do Escritório Nacional, Márcio Zolin, “a importância de termos a relíquia em nosso Escritório é para que os funcionários conheçam a devoção e a história da Beata”.

O assistente espiritual do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Pe. José Giribone, explica que a relíquia recorda a pessoa que viveu na virtude cristã durante toda sua vida. “É uma forma de nos aproximarmos daqueles que foram heróis na fé. Quando uma pessoa é beatificada ou canonizada pode ser recordada a partir de suas relíquias”, diz.

Breve História da Beata

Elena Guerra nasceu em Lucca, na Itália, em 1835, e ficou conhecida como Apóstola da Efusão do Espírito. Ela mantinha contato através de cartas com o Papa Leão XIII, nas quais clamava ao Santo Padre que ele retomasse na Igreja a devoção ao Espírito Santo. Por seu grande amor e devoção ao Espírito Santo, tornou-se intercessora da Renovação Carismática Católica do Brasil. Ela foi beatificada pelo papa João XXIII, em 26 de abril de 1959.

Anúncios

Publicado em 21 de dezembro de 2013, em SANTOS e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s