Arquivo diário: 27 de janeiro de 2014

PJ mapeia mais de nove mil grupos de jovens em 158 dioceses do Brasil

pj Resgate_histórico-1024x682Fonte: jovens conectados

Olhar para a realidade dos regionais e das dioceses foi a tarefa dos delegados da ANPJ durante a tarde da última terça-feira (21). A partir de trabalho em grupo, e apresentação de resultados de sondagem realizada no ano passado, os participantes da Ampliada finalizaram o bloco VER.

Divididos em seus regionais, jovens e assessores tiveram a tarefa de apontar, em um mapa, a atual situação da realidade da PJ em sua localidade. Destacaram, por dioceses, a existência ou não de grupos de PJ, coordenação diocesana, assessoria diocesana ou dioceses onde não se tem contato. Após um olhar coletivo para o mapa dos regionais, padre Toninho, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, apresentou seu olhar sobre a realidade a partir de visita aos regionais.

No momento seguinte, foi apresentado aos delegados um recorte do resultado da sondagem realizada aos regionais e dioceses em preparação à Ampliada. No segundo semestre de 2013, foram aplicados dois instrumentos para se fazer um diagnóstico da realidade da PJ e contribuir com as discussões da ANPJ. Segundo Joaquim Alberto, membro da Comissão Nacional de Assessores, todos os 18 regionais da CNBB responderam à sondagem. Ele lembrou que apenas o regional Oeste 1, por estar em processo de articulação, respondeu parcialmente. Quanto às dioceses, das 262 existentes 158 responderam à sondagem.

Como resultado da pesquisa, foram mapeados 9183 grupos de jovens de PJ, em 2675 paróquias. A sondagem também identificou que, dessas paróquias, 1765 têm coordenação de PJ, mas 1641 não tem assessoria e nem acompanhamento.

Mapeamento aponta realidade da PJ nos Regionais e Dioceses

Para além do número de grupos, a sondagem, também identificou os desafios e avanços dos Regionais e Dioceses. Entre os dados coletados, foi identificada a existência de coordenação (arqui) diocesana em 145 e a ausência em outras 18, das 158 que responderam os questionários. Leia o resto deste post

Ampola com sangue de João Paulo II é roubada de igreja na Itália

Fonte: G1

Relicário ficava em igreja de L’Aquila, região apreciada pelo Papa.
Cerca de 50 policiais participam das buscas pelo relicário.

joão paulo

Uma ampola que continha o sangue do Papa João Paulo II e era mantida na igreja de San Pietro della Ienca, em L’Aquila, na região italiana de Abruzzi, foi roubada junto com um crucifixo durante a noite de domingo (26), informaram fontes policiais nesta segunda-feira (27).

Cerca de 50 policiais estão participando da operação em busca do relicário e controlam toda a região do pequeno santuário.

A igreja fica perto da montanha de Gran Sasso, na cordilheira dos Apeninos, região muito querida por João Paulo II, que a visitou várias vezes nos primeiros anos de seu pontificado para meditar, passear e até esquiar.

O presidente da associação cultural San Pietro della Ienca explicou aos veículos de imprensa italianos a importância da relíquia, já que só existem três ampolas com o sangue do Papa polonês.

Os investigadores não descartam a possibilidade de o roubo ter acontecido para algum rito satânico.

Em agosto de 2012, três ladrões a bordo de um trem roubaram uma mochila de um padre que continha um relicário em forma de livro, onde estava a ampola de sangue de João Paulo II. A mochila com a ampola foi encontrada poucas horas depois, perto da estação de ferrovia de Marina di Cerveteri, no litoral de Roma.