Reflexão do Evangelho do Domingo de Páscoa (Jo 20, 1-9)

cristo ressuscitadofonte: homilia dominical – Angustia, sofrimento, morte, era sempre noite na humanidade, até que na noite mais clara que o dia, a vida venceu a morte, as trevas deram lugar a luz,!

O acontecimento mais belo que já se viu na terra, tirou das trevas a humanidade, tornando o céu mais próximo da terra!

Agora não vivemos mais ao léu, encontramos uma direção, nossa vida ganhou um novo sentido, temos em quem confiar e a quem seguir, as promessas de Deus se cumpriram, Jesus Ressuscitou, pagou com o seu sangue o preço da nossa liberdade.  Inseridos   no mistério  Pascal, que é a vida de Jesus em nós e a nossa vida Nele, tornamos sinal  vivo de Deus no mundo!

Na ressurreição de  Jesus,  está expresso o amor de Deus por cada um de nós, um amor tão grande que o levou à morte, para nos restituir a vida!

A ressurreição de Jesus, retira as vendas dos nossos olhos, nos faz  enxergar  as maravilhas que antes não víamos,  por estarmos focados nos nossos  sofrimentos, sofrimentos, que muitas vezes alimentamos dentro de nós, como justificava do nosso comodismo.

É no encontro com O Cristo Ressuscitado, que nós também  ressuscitamos, saindo   do sofrimento, para vivermos as alegrias do recomeço!

É Jesus Cristo ressuscitado quem devolve o brilho ao nosso olhar, que  transforma o nosso medo em coragem, a esperança em certeza e  as nossas noites escuras em dias claros!

A todo instante, somos chamados a fazermos  a experiência do  Cristo ressuscitado, indo ao encontro do outro.  É através da relação humano, com o humano, que nos envolvemos por inteiros no Mistério Pascal, deixando a vida divina agir em nós, possibilitando-nos  assim, vivermos   a nossa humanidade de forma Divina.

O coração humano, quando se deixa  tocar pelo amor Divino, torna fonte de luz no mundo a tirar da escuridão muitos corações sombrios!

Muito mais do que compreendermos o que é a Páscoa, é celebrá-la, é sermos Pascais, vivendo como o ressuscitado, buscando ver dentro de nós e entre nós, o amor do Pai explícito em Jesus.

Viver a Páscoa, não significa  somente crer no Deus que em Cristo nos redimiu  e nos ressuscitará, mas se trata em saber quem é Cristo para nós, qual é o lugar que Ele ocupa em nossa vida, somente assim,  seremos Pascais  e viveremos  verdadeiramente a ressurreição de Jesus.

A alegria, é a marca de quem vive a ressurreição de Jesus, é o sinal de sua adesão à Cristo! Quem se deixa iluminar pela Luz do Cristo Ressuscitado, irradia alegria por onde passa, uma alegria, que não se resume em um sentimento superficial, inconsistente, pelo contrário, é uma alegria duradora, consistente, de origem Divina, que independe das circunstancia em que se vive.

O evangelho de hoje, nos fala desta alegria vivenciada pelas primeiras testemunhas da ressurreição de Jesus, da alegria de Maria Madalena que ao visitar o sepulcro de Jesus, naquela manhã de domingo, pode testemunhar, diante do túmulo vazio,  a  mais bela de todas as  verdades cristãs: JESUS CRISTO RESSUSCITOU!  À princípio, pode ser, que o medo, a alegria, se misturaram dentro dela, afinal,  tudo aquilo era grande demais para o seu entendimento!

Maria Madalena teve pressa em partilhar a sua alegria,  por isto, vai apressadamente levar esta Boa Notícia aos outros discípulos que se alegram com ela!

Assim como Maria Madalena e os outros dois discípulos que correram até o sepulcro onde puderam constatar o acontecimento mais importante de toda história, também nós, deveríamos ter pressa em  levar ao outro, esta Boa Notícia:  Jesus Cristo ressuscitou, Ele está no meio de nós!

A liturgia  deste domingo,  fala fundo ao nosso coração,  fazendo  ressoar nos  nossos ouvidos a saudação dos primeiros cristãos  que diziam  alegremente: ” Cristo ressuscitou Aleluia! Saudação, que hoje, respondemos com a mesma alegria: Sim, verdadeiramente Jesus  Cristo ressuscitou, Ele vive entre nós!

O  melhor meio de anunciar a Ressurreição de Jesus é dar testemunho de fé no serviço ao outro, como fez Jesus, na última ceia, lavando os pés dos Apóstolos, numa atitude de humildade e serviço.

Experimentamos as alegrias da Ressurreição, quando deixamos para trás, a escuridão do  passado, para vivermos as alegrias de um novo dia, irradiados pela Luz do Cristo Ressuscitado.

Anúncios

Publicado em 20 de abril de 2014, em REFLEXÕES e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s