Foto da semana.

Fratres in Unum.com

Coração se deteriora em dois meses; Padre morreu há 7 anos (Foto: Reprodução / TV TEM)Coração de padre continua intacto após morte (Foto: Reprodução / TV TEM)

G1 O processo de beatificação e canonização do monsenhor Ângelo Angioni, que atuou por quase 60 anos em José Bonifácio (SP), chamou atenção dos fiéis pelo fato docoração do religioso estar preservado, sete anos depois de sua morte. A constatação foi feita por peritos convocados pelos postuladores de Roma.

O professor de medicina legal Jorge Paulete Vanrell, de São José do Rio Preto (SP), diz que nunca viu uma situação como esta. “É um caso raro porque normalmente o coração se destrói. Dependendo da região climática, de um a três meses ele desaparece, como o resto dos órgãos. Há um descontrole entre a destruição do corpo todo, membros inferior e superiores, e o coração, isoladamente, está intacto. Os outros órgãos estão destruídos, menos o coração”, afirma o professor.

Vanrell é nascido no Uruguai, mas vive em…

Ver o post original 360 mais palavras

Anúncios

Publicado em 14 de junho de 2015, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s