Diocese de Cajazeiras se posiciona sobre a “ideologia de gênero”

linkDioceseA Diocese de Cajazeiras assume o posicionamento da Igreja, em comunhão com as demais dioceses e reginais, como também da CNBB, sobre a ideologia de gênero nas escolas, responsabilizando-se com suas declarações.

Dom José González Alonso

Bispo de Cajazeiras


Cajazeiras, 13 de junho de 2015.

É de público domínio que o Ministério da Educação, não tendo o governo federal conseguido colocar a ideologia do gênero no Plano Nacional votado pelo Congresso, tenta agora, por via executiva, impor a dita ideologia, através dos Estados e Municípios.

Em síntese, a tal ideologia tem, como princípio, que, apesar das diferenças físicas e psíquicas evidentes, a questão do gênero[masculino, feminino] éconstrução cultural, que pode e deve ser desconstruída, pela mídia e pela educação desde a infância. Fica legitimado qualquer tipo de relação sexual, como indiferente, sob o ponto de vista ético-social, seja de ele x ela, ou ele x ele, ou ela x ela, cada uma pessoa sendo livre de seguir sua tendência, ou fazer sua opção sexual, com toda liberdade e igualdade. Assim, fica aprovada a homossexualidade e criminalizada qualquer defesa da heterossexualidade que a tenha como a natural. Rasga-se o capítulo primeiro do livro do Gênesis.

Como a base da família é a diversidade sexual [marido-mulher, pai-mãe], ao destruir a diversidade sexual como sendo a relação normal, destrói-se a própria noção da família. Qualquer união, hetero ou homoafetiva, passa a ser família e ter igualdade social e legal, recebendo abusivamente  o nome de matrimônio.

É, não há dúvida, a tentativa fatal e final de destruição total do núcleo familiar, base até agora da sociedade e da religião. Nem nos animais haverá tal liberdade sexual.

Se valesse o princípio acima da ideologia do gênero, logicamente se deveria legitimar – por que não? – as demais tendências sexuais ainda não aceitas. Por que discriminar, não admitindo, a pedofilia, a efebofilia [com adolescentes], o incesto [uniões sexuais entre pais com filhos, ou irmãos, infelizmente tão frequentes], a zoofilia, a necrofilia [sexo com cadáveres] etc.? Não são também tais práticas sexuais derivadas de uma tendência? Sua condenação não seria apenas um dado cultural? Por que não poderiam ser uma opção legítima?

Como se vê, admitir a tal ideologia como a visão e prática da sexualidade é destruir o humano, como o foi até agora, e tentar construir uma nova humanidade, Deus sabe, como seria!

O mais trágico é querer impor ditatorialmente essa ideologia a todos, em nome – é ironia – da liberdade, e querer obrigar que todas as crianças e adolescentes, independentemente dos pais, sejam formados [ou melhor,  deformados], segundo essa mirabolante visão da pessoa humana.

Não está em jogo aqui nenhuma religião ou determinada moral. São os próprios fundamentos do humano que são atingidos. Todos, independentemente de sua religião ou convicção filosófica, devemos lutar para que essa tragédia não aconteça. Que o PT e seus aliados no governo não passem à história marcados com tal ignomínia.

Por isto, peço que com urgência você passe adiante, usando de todos os meios e prestígio de que dispõe, esses dois posicionamentos, em anexo, ao menos um, de setores do episcopado nacional. E procure, por todos os meios lícitos, impedir que tal ideologia seja a filosofia inspiradora da educação, no Brasil. Papa Francisco, ainda na semana passada, condenou a ideologia do gênero e a imposição dela, tanto nos países desenvolvidos, como nos, emergentes.

DEUS LHE PAGUE.

Mons. Gervásio Fernandes de Queiroga

Anúncios

Publicado em 27 de junho de 2015, em DIOCESE DE CAJAZEIRAS e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s