Arquivo da categoria: CULTURA

Realizado o X festival de arte GICI.

SAM_1199Na noite do ultimo domingo (10), no Atlântida Clube de Itaporanga, aconteceu o X festival de arte GICI (Grupo de Incentivo a Cultura de Itaporanga), fundado por Odilon Fernandes. Diversos grupos de artes regionais se apresentaram, estiveram presentes até grupos da cidade de patos. a população que prestigiou o evento ficaram encantados com os trabalhos desenvolvidos por todos os jovens que mostraram seu talentos com a arte da dança, teatro e música. todos estão de parabéns.

10º Fest Arte GICI (Festival de Arte e Cultura)

1375176_517656448324433_1884780777_nO GICI- GRUPO DE INCENTIVO CULTURAL DE ITAPORANGA -PB TEM A HONRA DE CONVIDA, TODOS OS GRUPO DE ARTE, PARA PARTICIPAR DO SEU 10º FESTIVAL DE ARTE E CULTURA FEST ARTES 2013, QUE SERÁ REALIZADO DIA 10 DE NOVEMBRO NA CIDADE DE ITAPORANGA-PB ,AS COMPETIÇÕES SERÁ AVALIADAS POR CATEGORIA. CONTAMOS COM SUA PARTICIPAÇÃO. INSCRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO GRATUITAS,

CONTATOS COM A PRODUÇÃO DO EVENTO, CLICK AQUI E TENHA MAIS INFORMAÇÕES.

7 de setembro Dia da Independência do Brasil

feriado de sete de setembro comemora aindependência do Brasil e por isso é um dos feriados nacionais mais importantes do país. Embora a história oficial marque o dia 7 de setembro de 1822 como o dia da independência, alguns historiadores modernos sugerem que o processo da começou muito antes, tendo como um dos primeiros e principais detonadores a fuga da família real portuguesa ao Brasil em 1808, como conseqüência da Guerra Peninsular.

Com o comando do reino português sendo transferido para o Brasil, houve uma espécie de inversão metropolitana, pois, na prática, o Brasil deixava de ser uma mera colônia e passava a exercer plenamente as funções de metrópole. Essa inversão gerou um grande descontentamento em Portugal, que acabou culminando no segundo evento que ajudou a catalisar a independência do Brasil: a Revolução Liberal do Porto, em 24 de agosto de 1820. Leia o resto deste post

Fogueira no coração

Coracao-em-chamasAs festas juninas são bela tradição brasileira que ao contrário de outras estão se fortalecendo. Esses momentos de encontro e celebração da vida têm origem
na vida rural, na comemoração das colheitas. E na cultura portuguesa, em especial do santo mais venerado lá, o lisboeta Antônio. 13 de junho é a data de sua morte, ou melhor, de sua “transvivenciação”, acontecida em Pádua, na Itália. A véspera, 12 de junho, foi escolhida no Brasil como o dia dos namorados, pelo o tanto de amor que Santo Antônio “casamenteiro” semeou. é  gostoso dançar quadrilha e saborear os quitutes, mas o que mais vale, nos festejos juninos, é “acendar a fogueira” nos nossos corações. Aquela que acende de justiça social o amor entre as pessoas e transforma essa sociedadetão individualista.

Fonte: Chico Alencar, autor de Educar na esperança em tempos de desecanto. ED. Vozes.