Arquivo da categoria: PAPA BENTO XVI

Copa 2014: Com dois Papas rezando, não daria outra coisa: Alemanha e Argentina na final

papas_arg_alePapa Francisco e Bento XVI. Cada um vai caprichar nas suas orações!

Com dois SANTOS reforços desses, como não chegariam à final no Maraca? No domingo deles, quem rezar mais, leva.

Baita vizinho camarada é o Brasil: em 1950 organizou uma Copa pra o Uruguai ganhar. Em 2014 organizou outra para talvez a Argentina levar… quem será o vencedor? aguardamos daqui a pouco veremos!

Anúncios

Final da Copa tem Francisco e Bento em partida papal

papas_arg_alefonte: Roma/Milão

De forma bem-humorada, Vaticano avisa: é improvável que os dois assistam juntos à final

Papa Francisco prometeu à presidente Dilma Rousseff que se manteria neutro se sua Argentina chegasse à final da Copa do Mundo. Agora, ele terá que manter sua promessa ante a Alemanha do Papa Emérito Bento XVI.

A final da Copa entre a Argentina e a Alemanha está opondo pela primeira vez as lealdades esportivas dos dois papas vivos.

Sabe-se que o argentino Francisco, 77, anteriormente conhecido como Jorge Bergoglio, é torcedor roxo de futebol, em especial do time San Lorenzo de Almagro, de Buenos Aires. Ele é o primeiro papa nascido na América Latina.

O Papa Bento XVI, 87, que se aposentou em fevereiro do ano passado, em uma decisão sem precedentes, está mais associado à imagem do teólogo que ajudou a impor a doutrina católica durante grande parte dos últimos 30 anos.

Bento, que antes se chamava Joseph Ratzinger, nasceu em Marktl, município da Baviera, na Alemanha.

“Os dois vão querer que ganhe a melhor seleção”, disse o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi aos repórteres ontem, em comentários originalmente publicados pela agência de notícias Associated Press.

Não é provável que os dois papas se encontrem para assistir ao jogo no dia 13 de julho, mas Francisco “talvez assista”, disse ele.

Charges e fotos modificadas digitalmente dos dois papas assistindo ao jogo se tornaram virais nas redes sociais. Ontem o jornal francês Le Monde publicou uma charge com a legenda “La communion, c’est le foot” (“A comunhão, é o futebol”, em tradução livre).

A congregação das Irmãs Dominicanas disse pelo Twitter, no dia 8 de julho, que estava “sonhando” com uma final entre a Alemanha e a Argentina que os dois papas assistissem juntos.

Jogo limpo

Papa no Estádio dos Coqueiros ac 328Esse jogo é extraordinário por um motivo: Ratzinger é o Beckenbauer da Igreja, é um homem que jogou a vida toda em sua própria metade do campo, ele é conservador”, disse Piero Schiavazzi, jornalista que cobre o Vaticano.

“Do outro lado há um homem, Bergoglio, que passou a vida inteira na metade do campo que pertence aos rivais, ele representa a Igreja que vai além dos seus limites”.

O Papa Bento XVI tem “uma concepção muito séria do que é ser um torcedor”, disse Schiavazzi. “Ele ia ao estádio de Munique para assistir aos jogos do Bayern quando era arcebispo lá”.

Antes de se tornar papa, Ratzinger dedicou parte de seu trabalho teórico ao futebol, estudando as analogias entre a fé e o apoio dos torcedores aos seus times.

Antes do início da Copa do Mundo, o Papa Francisco pediu que o campeonato mostrasse valores de jogo limpo, solidariedade e respeito pelos rivais.

Celebração esportiva

dilma e o papa“Minha esperança é que, além de celebrar o esporte, essa Copa do Mundo se torne uma festa de solidariedade entre os povos”, disse ele em português, em uma mensagem gravada em vídeo e transmitida pela Rede Globo no dia 12 de junho.

Ele pediu que a competição esportiva “seja considerada como o que no fundo é: um jogo e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de diálogo e compreensão”.

A Argentina venceu a Copa do Mundo duas vezes e a Alemanha três. Da última vez que se encontraram, em 1990, a Alemanha derrotou a Argentina na final da Copa do Mundo da Itália.

Em entrevista do dia 18 de junho ao jornal espanhol La Vanguardia, o Papa Francisco aludiu à pressão que está enfrentando com a Argentina na final.

“Os brasileiros pediram que eu mantivesse a neutralidade e eu cumpro a minha palavra porque o Brasil e a Argentina sempre são antagonistas”.

Francisco visita o Papa emérito para fazer-lhe as felicitações natalinas

Cidade do Vaticano (RV) – Na tarde da última segunda-feira (23), por volta das 17h locais, o Papa Francisco visitou o Papa emérito Bento XVI para as felicitações natalinas. Bento XVI acolheu Francisco na entrada de sua residência (ex-mosteiro Mater Ecclesiae).
Após uma breve oração juntos na Capela, realizou-se numa sala da residência o encontro privado, que durou cerca de maia hora. Depois o Papa Francisco, que estava acompanhado de seus secretários pessoais, saudou também os outros membros da “família” do Papa emérito, Dom Gaenswein e as Memores Domini. Ao todo, a visita durou cerca de 45 minutos. (RL)

Bento XVI: Manso e hulmide de coração

229641_391029891011391_1186952280_npor D.Henrique Soares da Costa.
Bispo de Aracajú-SE
O Papa Emérito Bento XVI, manso e humilde de coração, exemplo de desapego dos bens deste mundo e das honras humanas, voltou ao Vaticano. Foi recebido fraterna e cordialmente pelo Santo Padre Francisco. Bela convivência, doce exemplo para todos nós. Mas, o mundo não pode compreender, a imprensa jamais compreenderá. Para esse pessoal, a lógica é a intriga, o jogo de poder, os interesses escusos, as intenções secretas… É o pensamento mundano…
Exemplo? O lixo que aparece na página do UOL: “Será, de qualquer forma, uma relação complexa, segundo diversos observadores, já que o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi o grande rival há oito anos do alemão Joseph Ratzinger no conclave que o escolheu após a morte de João Paulo 2º. A partir de seu monastério, ainda dedicado à oração e ao estudo, o papa emérito, que reinou durante uma fase muito difícil devido aos escândalos que atingiram seu pontificado, é um observador privilegiado e singular de tudo o que ocorrer durante o papado do primeiro latino-americano e jesuíta da história. Esta convivência levanta questões e inclusive críticas pela presença de dois papas ao mesmo tempo dentro dos muros do Vaticano”.
Vá dizer a esses mundanos que no Conclave não há rivais, não há chapas…
Vá explicar que Bento XVI em nada procurará influenciar o Santo Padre Francisco…
Quando a imprensa fala sobre a Igreja, o melhor é deixar pra lá mesmo…