Arquivo da categoria: PAPA FRANCISCO

Copa 2014: Com dois Papas rezando, não daria outra coisa: Alemanha e Argentina na final

papas_arg_alePapa Francisco e Bento XVI. Cada um vai caprichar nas suas orações!

Com dois SANTOS reforços desses, como não chegariam à final no Maraca? No domingo deles, quem rezar mais, leva.

Baita vizinho camarada é o Brasil: em 1950 organizou uma Copa pra o Uruguai ganhar. Em 2014 organizou outra para talvez a Argentina levar… quem será o vencedor? aguardamos daqui a pouco veremos!

Final da Copa tem Francisco e Bento em partida papal

papas_arg_alefonte: Roma/Milão

De forma bem-humorada, Vaticano avisa: é improvável que os dois assistam juntos à final

Papa Francisco prometeu à presidente Dilma Rousseff que se manteria neutro se sua Argentina chegasse à final da Copa do Mundo. Agora, ele terá que manter sua promessa ante a Alemanha do Papa Emérito Bento XVI.

A final da Copa entre a Argentina e a Alemanha está opondo pela primeira vez as lealdades esportivas dos dois papas vivos.

Sabe-se que o argentino Francisco, 77, anteriormente conhecido como Jorge Bergoglio, é torcedor roxo de futebol, em especial do time San Lorenzo de Almagro, de Buenos Aires. Ele é o primeiro papa nascido na América Latina.

O Papa Bento XVI, 87, que se aposentou em fevereiro do ano passado, em uma decisão sem precedentes, está mais associado à imagem do teólogo que ajudou a impor a doutrina católica durante grande parte dos últimos 30 anos.

Bento, que antes se chamava Joseph Ratzinger, nasceu em Marktl, município da Baviera, na Alemanha.

“Os dois vão querer que ganhe a melhor seleção”, disse o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi aos repórteres ontem, em comentários originalmente publicados pela agência de notícias Associated Press.

Não é provável que os dois papas se encontrem para assistir ao jogo no dia 13 de julho, mas Francisco “talvez assista”, disse ele.

Charges e fotos modificadas digitalmente dos dois papas assistindo ao jogo se tornaram virais nas redes sociais. Ontem o jornal francês Le Monde publicou uma charge com a legenda “La communion, c’est le foot” (“A comunhão, é o futebol”, em tradução livre).

A congregação das Irmãs Dominicanas disse pelo Twitter, no dia 8 de julho, que estava “sonhando” com uma final entre a Alemanha e a Argentina que os dois papas assistissem juntos.

Jogo limpo

Papa no Estádio dos Coqueiros ac 328Esse jogo é extraordinário por um motivo: Ratzinger é o Beckenbauer da Igreja, é um homem que jogou a vida toda em sua própria metade do campo, ele é conservador”, disse Piero Schiavazzi, jornalista que cobre o Vaticano.

“Do outro lado há um homem, Bergoglio, que passou a vida inteira na metade do campo que pertence aos rivais, ele representa a Igreja que vai além dos seus limites”.

O Papa Bento XVI tem “uma concepção muito séria do que é ser um torcedor”, disse Schiavazzi. “Ele ia ao estádio de Munique para assistir aos jogos do Bayern quando era arcebispo lá”.

Antes de se tornar papa, Ratzinger dedicou parte de seu trabalho teórico ao futebol, estudando as analogias entre a fé e o apoio dos torcedores aos seus times.

Antes do início da Copa do Mundo, o Papa Francisco pediu que o campeonato mostrasse valores de jogo limpo, solidariedade e respeito pelos rivais.

Celebração esportiva

dilma e o papa“Minha esperança é que, além de celebrar o esporte, essa Copa do Mundo se torne uma festa de solidariedade entre os povos”, disse ele em português, em uma mensagem gravada em vídeo e transmitida pela Rede Globo no dia 12 de junho.

Ele pediu que a competição esportiva “seja considerada como o que no fundo é: um jogo e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de diálogo e compreensão”.

A Argentina venceu a Copa do Mundo duas vezes e a Alemanha três. Da última vez que se encontraram, em 1990, a Alemanha derrotou a Argentina na final da Copa do Mundo da Itália.

Em entrevista do dia 18 de junho ao jornal espanhol La Vanguardia, o Papa Francisco aludiu à pressão que está enfrentando com a Argentina na final.

“Os brasileiros pediram que eu mantivesse a neutralidade e eu cumpro a minha palavra porque o Brasil e a Argentina sempre são antagonistas”.

Revista ‘Fortune’ elege Papa o líder mais influente do mundo

papa

A revista econômica ‘Fortune’ escolheu o Papa Francisco como o líder mais importante e influente do mundo, numa lista de 50 nomes.

“Há pouco mais de um ano, um sopro de fumaça branca anunciou o novo líder espiritual de 1,2 bilhões de católicos em todo o mundo – escreveu a Fortune no seu site. No breve tempo transcorrido, Francisco eletrizou a Igreja e atraiu legiões de admiradores não-católicos, estabelecendo energicamente uma nova direção”. “Ele – continuou a revista – recusou-se a ocupar os suntuosos apartamentos papais, lavou os pés de uma detenta muçulmana, é conduzido em Roma em um Ford Focus e notoriamente pediu ‘Quem sou eu para julgar?’”.

A revista recordou ainda que Bergoglio “criou um grupo de 8 cardeais para aconselhá-lo na reforma, fato que um historiador da Igreja considerou como ‘o passo mais importante na história da Igreja dos últimos 10 séculos’”.

Também os sinais de um ‘efeito Francisco’ são abundantes. Numa pesquisa realizada em março, um católico em cada quatro afirmou ter aumentado neste ano sua beneficência em favor dos pobres. Entre estes, 77% afirmou ser devido ao Papa Francisco.

O segundo lugar na classificação é ocupado pela Chanceler alemã Angela Merkel e entre os 50 indicados encontram-se também Bill Clinton, a Nobel da Paz de Myanmar, Aung San Su Kyi, Bono Vox do U2 e o Dalai Lama.

 

Papa Francisco afirma que Deus vai concluir o milagre “de unificação das Igrejas cristãs”

papafonte:http:noticias.gospelmais.com.br

Em uma mensagem gravada para uma comunidade pentecostal norte americana, o papa Francisco falou sobre a unidade dos cristãos, e afirmou sua vontade de que os cristãos ultrapassem as suas diferenças de modo a se tornar uma única comunidade religiosa.

O vídeo foi gravado de forma amadora, e foi dirigida a um encontro pentecostal nos Estados Unidos, realizado pela igreja dirigida pelo pastor Kenneth Copeland. Durante os cerca de cinco minutos da mensagem, o líder católico falou sobre sua fé de que Deus conclua bem o “processo de unificação das Igrejas cristãs”.

De acordo com o papa Francisco, as divisões entre os cristãos são fruto de um legado de pecado que é comum a todos e recorre à história de José, filho de Jacó, que foi vendido pelos seus irmãos como escravo, e acabou trabalhando para o Faraó, no Egito.

– Eles tinham dinheiro, mas não podiam comer o dinheiro. Foram ao Egito comprar comida, mas encontraram mais que comida, encontraram o irmão. Nós também temos dinheiro, o dinheiro da cultura, o dinheiro da nossa história, tantas riquezas culturais, riquezas religiosas, e temos diversas tradições. Mas temos de nos encontrar como irmãos. Temos de chorar juntos, como fez José. Estas lágrimas unir-nos-ão, as lágrimas do amor – afirmou o papa.

Citando o famoso autor italiano, Manzoni, o papa afirmou que a obra de unidade das igrejas cristãs está nas mãos do Senhor e que aos cristãos resta colaborar e confiar.

– Nunca vi Deus iniciar um milagre que não concluísse bem – afirmou.

Assista ao vídeo: