Arquivos do Blog

Acidente com os Bispos de Mossoró e de Campina Grande

Aconteceu na noite de ontem, dia 23, um acidente automobilístico envolvendo o Bispo da Diocese de Mossoró (Dom Mariano Manzana) e o da Diocese de Campina Grande (Dom Manuel Delson). O acidente foi uma colisão frontal na rodovia estadual de Pernambuco, próximo à cidade de Catende. Os bispos estavam vindo de um encontro no Estado Pernambucano, que celebrou 50 anos da Diocese de Palmares.

Graças a Deus, os bispos tiveram fraturas leves e algumas escoriações. Dom Mariano Manzana quebrou o pulso esquerdo e sofreu um corte embaixo do olho, precisando de sete pontos.

O carro onde estavam presentes Don Delson e Dom Mariano de Mossoró, foi atingido por outro automóvel que invadiu a contra mão. O motorista que causou o acidente apresentava sinais de embriaguez. “A colisão seria em meu carro, mas desviamos descendo o acostamento para o canavial.” Afirmou Padre Márcio, que estava em outro veículo, a frente do carro de Dom Delson.

Os bispos foram socorridos e levados para o Hospital de Caruaru, onde fizeram exames.

O governo do estado do Rio Grande do Norte cedeu um avião para que os bispos voltem a Mossoró. “Eles estão bem, estamos voltando para Mossoró agora”, contou o vigário geral de Mossoró, padre Flávio Augusto. O avião saiu de Caruaru por volta do meio-dia desta segunda (24).

Rezemos agradecidos a Deus pelos pastores, os danos foram apenas materias.

NOTA: DOM MANUEL DELSON, É ATUALMENTE BISPO DA DIOCESE DE CAICÓ NO RIO GRANDE DO NORTE, MAS FOI NOMEADO RECENTEMENTE COMO BISPO DE CAMPINA GRANDE. SUA POSSE SERÁ AINDA ESTE MÊS.

Estado do carro após o acidente.

“Quem compra voto está se preparando pra roubar”, diz Dom Delson Pedreira da Cruz bispo de Caicó

Fonte: http://www.agitacaovip.com/noticias

A Igreja Católica, através de suas dioceses e paróquias vem empunhando uma campanha contra a corrupção eleitoral e, principalmente a compra e venda de votos nestas eleições. Em Caicó não poderia ser diferente. Em entrevista à Rádio Caicó AM, o bispo Dom Manuel Delson Pedreira da Cruz externou sua preocupação e repúdio aos políticos que usam da prática de comprar, não apenas o voto, mas a consciência e a dignidade dos seus eleitores.

 

Para o bispo, a sociedade só estará contribuindo para o desenvolvimento de seu município, se votar de forma consciente, sem ser vítimas dos que abusam do poder econômico, da máquina pública para vencer as eleições. “As pessoas devem estar conscientes de que o voto é um instrumento democrático, para que o cidadão colabore na mudança da sociedade, na melhoria dos aspectos que a comunidade está esperando que mude. Se alguém vende o voto, está perdendo a oportunidade de fazer essa mudança”, explicou. Na entrevista, dom Delson condenou a prática da compra de votos, chegando a dizer que dentre os interesses escondidos na ação, está o de desviar recursos públicos.

 

“Quem compra o voto não vai respeitar os direitos do cidadão. Quem compra o voto vai administrar as coisas em favor do seu interesse pessoal, vai desviar recursos públicos. Porque quem compra voto está se preparando pra roubar. É crime, isso é evidente e não tem pra que esconder. Se o cidadão está comprando voto, qual é a intenção dele? Ele vai ter que recuperar esse dinheiro que está gastando. E é contra a lei, é crime. Nós esperamos que a população se consciente disso, não venda o voto e não se deixe vender, e eleja de acordo com a sua consciência, vendo os candidatos que realmente tem condições de fazer uma boa administração, em prol do nosso município”, finalizou

Missa de sétimo dia de dom Eugenio Sales será no sábado

Uma pomba branca ficou, por um tempo, ao lado do corpo de d. Eugenio durante o velório

Agência O Globo

RIO – Será neste sábado, às 9h, na Catedral de São Sebastião, a missa de sétimo dia de morte do cardeal dom Eugenio Sales, arcebispo emérito do Rio. A missa será concelebrada pelos bispos, sacerdotes do clero e de outras dioceses.

Nesta quinta-feira, a Arquidiocese do Rio divulgou o testamento deixado por dom Eugenio. No documento, ele escreve que espera ser acolhido no céu, onde procurará retribuir tudo o que recebeu. Leia a íntegra do testamento:

“Dirijo-me em primeiro lugar a Deus, a quem me entrego inteira e absolutamente. Consagrei-me à Igreja e renovo essa doação integral. Nunca me arrependi de tê-la feito. Tudo que escrevi, disse e ensinei fica submetido ao Magistério Eclesiástico. Deverá ser corrigido, em caso de discrepância da minha parte. Reafirmo minha Fé Católica. Creio em tudo que a Igreja ensina e como ela o ensina. Proclamo a plena aceitação do Ministério da Trindade, da Encarnação, Redenção e demais, que são parte do conteúdo de nossa Doutrina. Quero morrer sempre fiel ao Papa, Sucessor de Pedro. Não levo mágoas. Peço perdão a quem ofendi. Procurarei reparar sofrimentos com minhas orações. Aceito plenamente a vontade de Deus. Manifesto profunda gratidão à minha família, às arquidioceses de Natal, Salvador e Rio de Janeiro. Aos benfeitores que me ajudaram a procurar ser sempre um bom padre e bispo. No céu, onde espero ser acolhido por meu Pai, o Senhor Jesus e Maria, procurarei retribuir tudo o que recebi”.

Dom Eugenio, que morreu na noite de segunda-feira, foi enterrado em uma cripta na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, no Centro da cidade, na quarta-feira. Antes de ser levado para o local, o caixão seguiu em uma rápida procissão no entorno do santuário. O velório começou na tarde desta terça-feira, com missas de duas em duas horas, e seguiu por toda a madrugada e manhã da quarta-feira.

A última missa de corpo presente, celebrada pelo arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, contou com a presença de representantes das religiões ortodoxa, anglicana, judia, muçulmana, luterana e do candomblé. Todos ficaram sentados na primeira fileira, ao lado do altar onde estava o corpo do cardeal. O babalaô Ivanir dos Santos destacou que o convite da Arquidiocese do Rio para estar presente na cerimônia do enterro representa um novo tempo de respeito entre as religiões.

O que é Cardeal, Bispo, Arcebispo, Cônego, Monsenhor?

Bispos, Arcebispos e Cardeais

Todos são ordenados, no grau máximo do sacramento da Ordem. Todos são bispos, palavra que deriva do grego epíscopos, que significa supervisor. Para chamá-los usa-se o título de Dom, abreviatura do latim dominus, senhor. Com o Papa à frente, os bispos do mundo inteiro formam o Colégio Apostólico, que sucede ao grupo dos apóstolos, os quais tinham a Pedro como seu líder. Assim, a Igreja é guiada pela história afora pelos mesmos pastores escolhidos por Jesus Cristo.

O Bispo é o pastor da Igreja particular, responsável pelo ensinamento da Palavra de Deus, pela celebração da Eucaristia e demais sacramentos e pela animação e organização dos carismas e ministérios do Povo de Deus. Ele é obrigado a fazer a visita “ad limina apostolorum” a Roma, e ao Papa, de quatro em quatro anos, quando então apresenta à Santa Sé um relatório de sua diocese e é recebido pelo Papa. Os bispos são, em suas dioceses, o princípio visível e o fundamento da unidade com as outras dioceses e com a Igreja universal. É obrigado pelo Código de Direito Canônico da Igreja a pedir renúncia ao completar 75 anos. Leia o resto deste post