Arquivos do Blog

Reflexão do Evangelho da Solenidade de Cristo Rei do Universo (Mateus 25,31-46)

cristo_reiJESUS SE IDENTIFICA COM OS NECESSITADOS

O discurso escatológico de Jesus, nos capítulos 24 e 25 de Mateus, culmina com uma cena de julgamento, algo muito comum nesse tipo de literatura, que procura encorajar as minorias oprimidas a se manter firmes na confiança em Deus. As seis categorias descritas (famintos, sedentos, estrangeiros, nus, doentes e presos) sintetizam todos os esquecidos e abandonados pela sociedade, os quais devem ser a prioridade dos governantes e também da Igreja.

Nós que conhecemos os ensinamentos e atitudes de Jesus não devemos estranhar o tipo de julgamento apresentado pelo evangelho. Jesus é incapaz de ficar indiferente à dor e ao sofrimento do povo e faz em favor dele tudo o que está a seu alcance. Ele se identifica com as pessoas desvalidas, demonstrando-lhes compaixão. Compaixão é “sofrer com”, é assumir a dor junto com o sofredor. A compaixão, fundamental nas atitudes de Jesus, deve estar presente também nas atitudes da comunidade e de todo cristão. Não é de surpreender, portanto, que a compaixão seja o critério básico e decisivo que julgará nossa vida.

Neste último domingo do tempo comum, a Igreja nos põe diante da missão do leigo e da leiga. São pessoas não ordenadas que se engajam na comunidade cristã e se comprometem com o projeto de Jesus. Além dos leigos e leigas muito conhecidos e presentes nas nossas comunidades, existem os leigos e leigas consagrados.

Neste ano celebramos os cem anos de existência da Congregação dos Paulinos (Pia Sociedade de São Paulo), mas a obra iniciada pelo bem-aventurado Tiago Alberione vai além dessa congregação. Ele edificou a Família Paulina, formada por padres, irmãs e leigos consagrados, englobando cinco congregações e quatro institutos seculares. Os institutos seculares não são de vida religiosa, mas comportam verdadeira e completa profissão dos conselhos evangélicos. Profissão que confere a consagração a homens e mulheres que vivem com sua família e trabalham como qualquer outro profissional.

Pe. Nilo Luza, ssp

Anúncios

Acidente deixa um jovem de 15 anos morto e outro ferido em Itaporanga.

Adaptado do Jornal  Folha do Vale

5846_195988610556744_800448603_n O estudante Damião Fernando Belo da Silva, de 15 anos, conduzia uma moto de propriedade do pai na estrada de acesso ao Cristo Rei, no final da tarde desta sexta-feira, 13, quando perdeu o controle do veículo e caiu violentamente, não resistindo às lesões, principalmente cranianas.

Um outro adolescente que estava na garupa da moto ficou gravemente ferido. Conhecido como Felipe, ele encontra-se hospitalizado e apresenta um quadro clínico preocupante devido a uma lesão na cabeça. Os dois eram vizinhos,

Depois do acidente, populares que passavam pela estrada acionaram o SAMU. Os dois foram socorridos imediatamente para o hospital de Itaporanga, e, em seguida, removidos para Campina Grande. Fernando, no entanto, faleceu antes de chegar a Patos. Seu corpo estar sendo velado na rua João Pereira ao lado da Igreja do Rosário. Leia o resto deste post

Reflexão da Festa de Cristo Rei

REINOS INCOMPATÍVEIS

A pregação do reino de Deus é o eixo central da mensagem da encarnação. A morte de Jesus tem tudo que ver com sua vida, com sua crítica aos valores do reino do mal, presentes no processo político e econômico de sua época, mas também no social e religioso. Sua atenção com os sofredores e sua denúncia das estruturas construídas pelo poder de opressão levam-no à cruz.
O diálogo de Jesus com Pilatos é dos mais ricos da história da humanidade. Frente a frente, dois impérios: um que usava o poder da opressão e matava ao menor movimento de desobediência; o outro, com o poder do lava-pés. São dois reinos, não na velha acepção de um reino para esta vida e outro para depois da morte. Não. Os dois convivem aqui e agora. No reino dos césares, a ganância, a falsidade, a opressão, a prepotência, o lucrar a qualquer preço e acima de tudo. No reino de Cristo, a prática de Jesus, o poder a serviço do fraco, do abandonado, a busca da verdade, a humilde dedicação ao outro.
Não podemos entender a nossa vida de sofrimentos como o banco de espera para a outra vida. Seria cruzar os braços diante das injustiças que campeiam ao nosso lado, seria fugir, impotentes ante os poderes do reino do mal.
Construir o reino com novos valores é tarefa e responsabilidade que todos recebemos no batismo. É a vocação dos cristãos leigos e leigas. O Vaticano II nos ensina: “Aos leigos compete, por vocação própria, buscar o reino de Deus, ocupando-se das coisas temporais e ordenando-as segundo Deus” (LG 31). Ordenar as coisas segundo Deus significa não só viver segundo os valores do reino, mas buscar sempre que o mundo aprenda com o nosso exemplo. Mais diretamente, o papa Paulo VI afirma que o espaço evangelizador próprio dos cristãos leigos e leigas “é o mundo vasto e complexo da política, da realidade social e da economia, como também da cultura […], o amor, a família, a educação das crianças e adolescentes, o trabalho profissional e o sofrimento” (EN 70).
Fazer o tecido humano da sociedade responder aos valores do reino, eis a tarefa dos cristãos leigos e leigas.

Carlos Signorelli

 

 

XVII Romaria Diocesana de Cristo Rei em Itaporanga

A paróquia de Itaporanga celebrará mais uma romaria a imagem do Cristo Redentor, a programação com o tríduo preparatório na Igreja Matriz começa hoje dia 22/11 , com a celebração da luz, na sexta confissões , no Sábado vigília e no domingo  ás 4h em frente a Igreja Matriz, acolhida dos Romeiros vindo de diversas cidades de nossa Diocese e Dioceses vizinhas. saída da caminhada as 5h, e logo após a chegada dos romeiros na Serra do Cristo Missa presidida por D. José Gonsález Alonso e concelebrada pelos sacerdotes presentes.

Venha celebrar a Festa de Cristo Rei conosco!