Arquivos do Blog

Reflexão do Domingo da Sagrada Família

É preciso voltar à escola de Nazaré

Por Michaell Grillo

sagrada-familiaÓ Nazaré do silêncio, da família e do trabalho! Com essa exclamação que sintetiza o discurso do papa Paulo VI em 1964, durante viagem à cidade em que Jesus fora criado, começamos a nossa reflexão acerca do domingo destinado à festa da Sagrada Família: Jesus, Maria e José. Nazaré é o lugar em que o menino Jesus recebe a educação de seus pais e se forma enquanto homem. Nazaré, como nos diz o papa, é a escola do evangelho. É no silêncio de José diante da ordem do anjo que pedia para levantar, tomar o menino e voltar para a terra de Israel, que José escuta uma outra voz no coração, a voz do amor, a pedir para que fosse para outra cidade, pois o filho de Herodes estava no poder e Jesus ainda podia correr risco. José preferiu descumprir o que anjo lhe dissera para salvar seu filho das garras do mal. Para o chefe de família que sustentava sua família de maneira honesta, mediante a prática de serviços de carpintaria, não importava se era apenas aquele a quem fora incumbido o papel de criar o menino. José também fez seu papel de filho, de Deus, e obedeceu às ordens do Pai do céu e não se separou de Maria. Leia o resto deste post

Semana Nacional da Família 2012

A Semana Nacional da Família faz parte do calendário das paróquias do Brasil. Com início em 1992 como resposta à inquietação, ao descontentamento e desejo de se fazer alguma coisa em defesa e promoção da família, a semana seguinte ao dia dos pais, no mês de agosto, por ser o mês vocacional, é celebrada a Semana Nacional da Família.
O Papa Bento XVI, em sua oração no Discurso Inaugural da V Conferência em Aparecida (2007), rezou pedindo para que as nossas famílias “continuem a ser berços onde nasce a vida humana abundante e generosamente, onde se acolhe, se ama, se respeite a vida desde a sua concepção até ao seu fim natural”.
O Documento de Aparecida, (n.302), quando fala de alguns lugares de formação de discípulos missionários, menciona “a família como primeira escola da fé, o lugar e a escola de comunhão, fonte de valores humanos e cívicos, lar onde a vida humana nasce e se acolhe generosa e responsavelmente”.

Na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Itaporanga a abertura se deu ontem com a Santa missa, e durante a semana haverá celebrações nos bairros e setores rurais. o enerramento será dia 18/08  com a celebração da Santa Missa às 19h na Praça da Igreja Matriz.

Não se pode separar o sexo do matrimônio, assinala Cardeal venezuelano aos jovens

Arcebispo de Caracas, Cardeal Jorge Urosa Savino.

Fonte: (ACI/EWTN Noticias).- O Arcebispo de Caracas (Venezuela), Cardeal Jorge Urosa Savino, alentou os jovens a sentir-se orgulhosos de serem cristãos e os chamou a promoverem a santidade da família e o autocontrole guardando o sexo para experimentar o verdadeiro amor dentro do matrimônio.

“Não se pode separar a atividade sexual do verdadeiro amor, do matrimônio que dá amparo e estabilidade aos esposos e às crianças, de uma família estável, carinhosa e unida. A prática sexual deve ser expressão de um amor autêntico, e estar contextualizada na família unida para sempre, com respeito, carinho e fidelidade para toda a vida”, assinalou o prelado durante a Missa de encerramento do Encontro Nacional de Jovens celebrado no domingo.
Leia o resto deste post

Direito a Viver pede abolir completamente o aborto

(ACI/Europa Press).- A médica porta-voz do Direito a Viver, Gádor Joya, pediu nesta quinta-feira ao ministro da Justiça, Alberto Ruiz-Gallardón, que “siga a lógica até o final” para abolir “completamente” o aborto, toda vez que contempla eliminar o aborto eugênico. Num comunicado no dia 26 de julho, Joya assegura que sua associação compartilha “os fundamentos e a lógica” da proposta “impecável” do ministro, embora esta abolição parcial, a seu entender, leva “também, indevidamente, à abolição completa” do aborto.”O aborto eugênico é um suposto de discriminação contra seres humanos descapacitados. Proteger seu direito à vida é um princípio ético e jurídico elementar que, não obstante, segue sendo vulnerado em muitos países. Entretanto, o argumento da não discriminação, implica que terá que proteger toda vida humana, não só a das pessoas descapacitadas”, ressaltou Joya.

Assim, assegurou que o aborto eugênico será “o princípio do fim” do aborto na Espanha. “Se cair esta aberração, cairão todas, porque o aborto é sempre um ato cruel, violento e discriminatório contra toda vida humana”, assinalou.

Neste sentido, reiterou que o anúncio do ministro deixou “nervosos aos promotores” do aborto, posto que “sabem que o aborto eugênico é o mostruário mais transparente da vergonha” que representa esta atividade.Por isso, insistiu ao ministro a “não ficar aqui”.

“O primeiro é que passe das musas ao teatro, que o faça já, agora, e não em setembro e em segundo lugar, é preciso que a reforma vá além da supressão do aborto eugênico e da obrigação das menores de informar a seus pais antes de abortar”, concluiu.