Arquivos do Blog

Atrocidades no Iraque: Extremistas do Estado Islâmico executam crianças cristãs e escravizam mulheres

crucifixoFonte: ROMA, 08 Ago. 14 / 02:58 pm (ACI/EWTN Noticias).– Mark Arabo, líder da comunidade caldeia, denunciou que os jihadistas do Estado Islâmico (ISIS), estão decapitando crianças cristãs em Mosul, pendurando os seus pais e estuprando as mulheres, as quais –informou por outro lado um porta-voz da Media Luna Roja–, são sequestradas e vendidas como escravas.

“No parque (de Mosul) o Estado Islâmico decapita sistematicamente as crianças, colocando as suas cabeças em cima de paus e cada vez mais crianças estão sendo decapitadas. As suas mães são estupradas e assassinadas e estão pendurando os seus pais”, denunciou Arabo à CNN.

Arabo acrescentou que muitos cristãos fugiram de Mosul enquanto uma pequena porção se converteu ao Islã. “Isto é um genocídio em todo sentido. Eles (ISIS), estão matando todos os cristãos que veem”, acrescentou. Leia o resto deste post

Anúncios

Misterioso sacerdote apareceu para rezar e ajudou no milagroso resgate de uma jovem nos EUA

fonte:  (ACI/EWTN Noticias).

katielentzNo último domingo, a jovem Katie Lentz sofreu um terrível acidente em uma rodovia de Missouri, nos Estados Unidos. Quando o pessoal de resgate já estava perdendo a esperança de poder retirá-la com vida do meio das ferragens retorcidas de seu automóvel, a jovem pediu para que todos “rezem em voz alta”, então um sacerdote apareceu para ajudá-los a orar e logo desapareceu sem deixar rastro.

O pessoal de resgate assegurou que com suas orações, o sacerdote os ajudou a recuperar a força que necessitavam para salvar Katie e agora junto com os familiares e amigos da jovem o procuram para agradecer.

O curioso episódio ocupou várias páginas de importantes meios de comunicação nos Estados Unidos e alguns inclusive questionam se se tratou de uma pessoa real ou um ser celestial.

Os fatos ocorreram em 4 de agosto, dia em que a Igreja celebra a festa de São João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes.

Nesta manhã, a estudante do segundo ano de odontologia da Universidade de Tulane, Katie Lentz dirigia da casa de seus pais em Quincy, Illinois, Missouri (Estados Unidos), para uma igreja cristã para logo reunir-se com seus amigos e desenvolver um trabalho da universidade, quando bateu com outro veículo na rodovia próxima ao Centro. Seu automóvel ficou totalmente destruído.

A equipe de resgate liderada por Raymond Reed, chefe de bombeiros de New London, tratou por 45 minutos de libertar a jovem. Katie perdia seus sinais vitais, mas permanecia tranquila e se mantinha falando, alguns equipamentos de resgates quebraram pelo esforço e os bombeiros começaram a ficar sem opções de liberá-la.

Ao lado do automóvel sinistrado, um helicóptero esperava para transladá-la ao centro de emergência mais próximo. Os bombeiros sabiam que estavam sem tempo e não acreditavam que Lentz sobreviveria.

Em uma tentativa de salvá-la, correram o risco de colocar o veículo em posição vertical ainda sabendo que uma mudança repentina na pressão do corpo de Katie poderia ser crítico e perigoso. Foi então que a jovem perguntou se alguém podia rezar com ela “em voz alta”, e se escutou uma voz que disse “eu o farei”.

O pessoal de resgate assegurou que quem respondeu ao pedido da jovem foi um sacerdote católico de contextura média e cabelo grisalho de 50 ou 60 anos de idade, pouco mais de 1.80 metros que vestia calças e camisa negras.

O bombeiro estranhou a presença do sacerdote, pois, por causa do acidente, a rodovia tinha fechada a três quilômetros do acidente e nenhum dos presentes o reconhecia. “Todos os presentes moramos em quatro cidades diferentes. Só temos uma igreja católica nos três povos e não era um sacerdote dessa igreja”.

Os bombeiros sem exceção ficaram de joelhos, “o sacerdote se aproximou da jovem e começou a rezar abertamente com ela. Tinha uma garrafa de óleo e a ungiu”, contou Reed. Outro dos bombeiros presentes acha que viu o sacerdote colocando o óleo também sobre Reed e sobre outros dois homens da equipe de resgate.

Imediatamente depois, 20 bombeiros moveram o automóvel e os sinais vitais de Lentz começaram a melhorar. Outras equipes de resgates de comunidades vizinhas começaram a chegar com novos instrumentos, conseguiram tirar a jovem e leva-la para a urgência do hospital.

Quando os bombeiros quiseram agradecer ao presbítero, deram-se conta que este já não estava, por isso pensaram que tinha ido para a sua igreja para dirigir os serviços dominicais.

“Estivemos procurando por ele porque o único que queríamos fazer era agradecer-lhe”, assinalou Reed. Entretanto, quando viram as fotos do acidente em nenhuma delas aparece o sacerdote.

“Tenho 69 fotografias que foram tiradas minutos depois de que ocorreu o acidente – os observadores, a extração, nossa limpeza final – e em nenhuma aparece”, disse Reed.

“Acho que é um milagre”, expressou Reed. “Eu não sei se foi um anjo que foi enviado a nós na forma de um sacerdote ou de um sacerdote que se converteu em nosso anjo, de qualquer maneira, estou bem com isso”.

Lentz estava com o fêmur dos dois lados quebrados, uma fratura na tíbia e perônio, o punho esquerdo quebrado, nove costelas quebradas, o fígado dilacerado, ruptura de baço e um pulmão ferido. Até o momento sofreu duas cirurgias no Hospital de Blessing em Quincy, Illinois, e se submeterá a mais duas. Ela está respondendo bem às operações.

Carla Churchill Lentz, mãe da jovem e cristã devota, assinalou que os trabalhadores de emergência disseram que não era possível que a sua filha sobrevivesse e que “sem dúvida poderia ter sido um anjo vestido com traje de sacerdote porque a Bíblia nos diz que há anjos entre nós”.

“Ela (Lentz) sofreu muitas lesões, entretanto, seu rosto está belo, seus dentes perfeitos, todos os que nos contataram, como o pessoal de emergência, a Patrulha do Estado de Missouri, os bombeiros, todos eles estão dizendo o mesmo, ela nunca chorava, ela nunca gritou, ela disse, ‘orem por mim e em voz alta’”, assinalou a mãe.

Até o momento ninguém sabe nada do sacerdote, a maneira como apareceu e desapareceu do lugar do acidente, mas todas as testemunhas coincidem em que o misterioso personagem transmitiu calma e paz com sua presença, fortaleceu através da oração a jovem e aos ao pessoal da equipe de resgate, devolvendo-lhes a esperança.

Morre Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua

Fonte: r7


Neil Armstrong morre aos 82 anos

O ex-astronauta norte-americano Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua, morreu aos 82 anos neste sábado (25), segundo confirmação da própria família do ex-astronauta. As informações são da emissora CNN.

Armstrong tinha sido submetido a uma cirurgia no coração no começo deste mês para desobstruir artérias.

Como comandante da missão Apollo 11, Armstrong se tornou o primeiro ser humano a pisar na Lua, em 20 de julho de 1969. Foi ele quem proferiu a histórica frase: “Um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade”. Leia o resto deste post

Direito a Viver pede abolir completamente o aborto

(ACI/Europa Press).- A médica porta-voz do Direito a Viver, Gádor Joya, pediu nesta quinta-feira ao ministro da Justiça, Alberto Ruiz-Gallardón, que “siga a lógica até o final” para abolir “completamente” o aborto, toda vez que contempla eliminar o aborto eugênico. Num comunicado no dia 26 de julho, Joya assegura que sua associação compartilha “os fundamentos e a lógica” da proposta “impecável” do ministro, embora esta abolição parcial, a seu entender, leva “também, indevidamente, à abolição completa” do aborto.”O aborto eugênico é um suposto de discriminação contra seres humanos descapacitados. Proteger seu direito à vida é um princípio ético e jurídico elementar que, não obstante, segue sendo vulnerado em muitos países. Entretanto, o argumento da não discriminação, implica que terá que proteger toda vida humana, não só a das pessoas descapacitadas”, ressaltou Joya.

Assim, assegurou que o aborto eugênico será “o princípio do fim” do aborto na Espanha. “Se cair esta aberração, cairão todas, porque o aborto é sempre um ato cruel, violento e discriminatório contra toda vida humana”, assinalou.

Neste sentido, reiterou que o anúncio do ministro deixou “nervosos aos promotores” do aborto, posto que “sabem que o aborto eugênico é o mostruário mais transparente da vergonha” que representa esta atividade.Por isso, insistiu ao ministro a “não ficar aqui”.

“O primeiro é que passe das musas ao teatro, que o faça já, agora, e não em setembro e em segundo lugar, é preciso que a reforma vá além da supressão do aborto eugênico e da obrigação das menores de informar a seus pais antes de abortar”, concluiu.