Arquivos do Blog

Padre Djacy: Desabafo de quem convive com as vítimas da seca

Padre DjacyApós assistir ao Jornal Nacional observei que um bom tempo do referido noticiário foi para mostrar e falar sobre o sofrimento, o desespero, das vítimas das enchentes ,no Rio de Janeiro. Os apresentadores e repórteres, quase com vozes embargadas e olhos lacrimejados, falaram sobre o grito de dor de centenas de cariocas. Após seu término, fiquei a pensar: nesta hora, o Brasil está comovido, chorando. Sensibilidade brasileira à flor da pele!

Uma enchente só, num só dia, com seus efeitos catastróficos, leva a grande Mídia a dar repercussão nacional, consequentemente levando as autoridades estaduais e federais a agirem rapidamente e,ao mesmo tempo, o povo brasileiro ao sentimento de compaixão,de solidariedade.Nada contra,pelo o contrário! Leia o resto deste post

Vale já perdeu grande parte do seu gado este ano: seca atinge drasticamente rebanho bovino

Sem pasto e a água suficientes, muitos animais não resistem, e a tendência é o agravamento da situação
Fonte: Folha do vale

Uma região que nasceu exatamente da força econômica da criação de gado bovino, hoje amarga grandes prejuízos na pecuária, resultado da seca deste ano. A estiagem prolongada acabou com a pastagem e secou a água dos pequenos açudes, comprometendo o sustento dos animais. Até dezembro, centenas deles terão morrido ou negociados por valores a quem do mercado.

Diante de tantas dificuldades, muitos criadores não têm outra saída: desfazem-se de parte do seu rebanho a preços baixos para evitar um prejuízo ainda maior. Este ano, centenas de animais bovinos já morreram em consequência da fome e sede ou de doenças advindas da subnutrição, reduzindo drasticamente o rebanho regional, conforme apurou a Folha (www.folhadovali.com.br). Leia o resto deste post

Com perda mensal de 5%, volume do açude de Itaporanga cai a 37. Queda hídrica atinge Vale inteiro

Previsão indica chuvas regulares somente para fevereiro do próximo ano, o que deve agravar ainda mais a situação hídrica do Vale
Por Redação da Folha 

O volume do açude de Cachoeira, que abastece Itaporanga, caiu para 37% no começo deste mês, conforme a Agência Estadual de Gestão das Águas (AESA).

Hoje o reservatório tem pouco mais de 3,5 milhões de metros cúbicos d’água e poderá secar em 7 meses, caso não chova fortemente nesse período, o que seria um desastre para a maior cidade do Vale, que não tem outra fonte de abastecimento.

Atualmente vivem na área urbana de Itaporanga mais de 17 mil pessoas, que consomem um grande volume d’água diariamente. E o consumo é maior nesse período em função da quentura. O açude perde, em média, 5% d’água por mês, um ritmo que pode levá-lo ao esgotamento até meados do próximo ano, caso as chuvas até lá não sejam suficientes para repor a perda hídrica.  Leia o resto deste post

MEU DESABAFO: GOVERNO DO ESTADO, SOCORRA AS VÍTIMAS DA SECA

Andando pela zona rural da região do Vale do Piancó, ouço os clamores pungentes dos sofridos sertanejos. Já não suporto ver tanto sofrimento. Confesso que nunca vi, na minha vida de sertanejo, de padre, tanto sofrimento, tanto desespero, tanta dor. E o que ouço, digo com muita honestidade, é de cortar coração.

Citarei as palavras clamorosas dos meus irmãos agricultores do Vale do Piancó:

-Padre Djacy,aqui está um Deus nos acuda,estamos desesperados. Leia o resto deste post